Hipotireoidismo: saiba como identificar

O hipotireoidismo é uma condição em que a glândula tireóide não produz quantidade suficiente dos seus hormônios.

O hipotireoidismo desregula o balanço normal das reações químicas no seu corpo. Ele raramente causa sintomas nos estágios iniciais, mas ao longo do tempo, quando não tratado, pode causar vários problemas de saúde, como aumento de peso, dor articular, infertilidade e doenças cardíacas.

A boa notícia é que os testes de função tireoidiana são acessíveis para o diagnóstico dessa condição.O  tratamento é realizado com hormônio sintético similar ao produzido pela tireóide, e administrado de maneira simples, segura e eficaz,desde que o médico ajuste a dose corretamente para você.

Quais os sinais e sintomas do hipotireoidismo?

Os sinais e sintomas da doença variam de acordo com a severidade da disfunção hormonal. Mas em geral, os sintomas se desenvolvem lentamente ao longo de anos.

Os sinais e sintomas de hipotireoidismo incluem:

  • Fadiga

  • Sensibilidade aumentada ao frio

  • Constipação intestinal

  • Ganho de peso

  • Edema de face

  • Voz rouca

  • Fraqueza muscular

  • Elevação do colesterol

  • Dores musculares

  • Dores articulares

  • Menstruação irregulares

  • Queda de cabelos

  • Diminuição da frequência cardíaca

  • Depressão

  • Prejuízo da memória

Quando o hipotireoidismo não é tratado, pode gradualmente se tornar mais severo. O estímulo constante para que a glândula produza mais hormônios pode causar um aumento no seu volume (conhecido como bócio).

O hipotireoidismo avançado, conhecido como mixedema, é raro, mas quando ocorre deve ser tratado com urgência. Sinais e sintomas incluem queda de pressão arterial, dificuldade para respirar, queda da temperatura corporal, queda do nível de consciência e, eventualmente, coma.

Quando procurar um médico?

Procure seu médico se você se sentir cansado sem motivo aparente, ou se tiver algum outro sinal ou sintoma de hipotireoidismo.

Você também deve procurar o médico para avaliar a função da tireóide se já foi submetido à cirurgia de tireóide, tratamento prévio com iodo radioativo ou medicamentos anti-tireóide, radioterapia da cabeça, pescoço ou parte superior do tórax. No entanto, pode levar anos ou décadas para que alguma destas terapias resultem em hipotireoidismo.

Se você tiver colesterol elevado, pergunte ao seu médico se  problema na tireóide  pode ser a causa. E se você estiver recebendo tratamento para o hipotireoidismo, agende consultas de reavaliação conforme a orientação médica, para que a dose do hormônio seja corrigida e se mantenha adequada.

Quais as causas do hipotireoidismo?

Sua tireóide é uma pequena glândula em forma de borboleta situada na parte da frente do pescoço, imediatamente baixo do pombo de Adão. Os hormônios produzidos pela tiroide – triiodotironina (T3) e tiroxina (T4) – possuem enorme impacto na sua saúde, afetando todos os aspectos do metabolismo. Eles são responsáveis pelo metabolismo de carboidratos e gorduras, ajudam a controlar a temperatura corporal, influenciam nos batimentos do coração e controle da pressão arterial entre outras funções.

O hipotireoidismo pode ser causado por vários fatores, incluindo:

  • Doença autoimune. A causa mais comum de hipotireoidismo é uma doença inflamatória da tiroide conhecida como Tireoidite de Hashimoto. Doenças autoimunes ocorrem quando o sistema imunológico produz anticorpos que atacam seu próprio corpo. Às vezes este processo envolve a tireóide, afetando a sua habilidade em produzir hormônio.

  • Tratamento para hipertiroidismo. O tratamento para o excesso de hormônios da tireóide (uma doença conhecida como hipertiroidismo), reduz a produção dos hormônios da tireóide. Em alguns casos pode resultar em deficiência de produção de  hormônio tireoidiano permanente.

  • Cirurgia de tireóide. A remoção da glândula é uma causa de hipotireoidismo. Você deverá realizar a reposição do hormônio da tireóide por toda a vida.

  • Radiação. Radioterapia usada para câncer da cabeça e pescoço pode causar hipotireoidismo, mesmo após muitos anos de sua aplicação.

  • Medicamentos. Vários medicamentos podem contribuir para o aparecimento do hipotireoidismo. Os mais comuns são o lítio e a amiodarona.

Menos frequentemente, o hipotireoidismo pode resultar das seguintes doenças:

  • Doenças congênitas. Algumas crianças podem nascer com hipotireoidismo. A doença é verificada no teste do pezinho.

  • Doença da hipófise. É uma causa rara que ocorre pela deficiência do hormônio estimulador da tiroide (TSH)

  • Gravidez. Algumas mulheres desenvolvem a doença durante ou após a gravidez. Se não tratado, aumenta o risco de parto prematuro, aborto e préeclâmpsia.

  • Deficiência de iodo. O iodo encontrado nos frutos do mar e no sal iodado é essencial para a produção dos hormônios da tireóide. No Brasil, o iodo ingerido através do sal iodado (sal de cozinha) é suficiente para a produção adequada dos hormônios.

Quem tem risco aumento para desenvolver o hipotireoidismo?

Embora qualquer pessoa possa desenvolver hipotireoidismo, você terá risco aumentado se:

  • For uma mulher com mais de 60 anos

  • Tiver alguma doença autoimune

  • Tiver história familiar de doenças da tireóide

  • Tiver sido tratada com iodo radioativo ou medicamentos anti-tiride

  • Tiver recebido radiação na cabeça, pescoço ou parte superior do tórax

  • Tiver sofrido cirurgia da tireóide

  • Tiver grávida ou tiver tido um bebê nos últimos 12 meses

Quais as complicações do hipotireoidismo não tratado?

O hipotireoidismo quando não tratado pode causar problemas de saúde:

  • Bócio. É como é chamado o aumento da glândula tiroide.

  • Problemas cardiovasculares. Causados pelo aumento do colesterol ruim (LDL).

  • Problemas de saúde mental. Depressão, alteração do raciocínio e memória podem ser consequências da doença.

  • Neuropatia periférica. Quando o hipotireoidismo permanece por longo tempo sem tratamento, isto pode afetar os nervos periféricos e causar sintomas como dor, formigamento e fraqueza muscular na área afetada.

  • Mixedema. É uma condição rara e tratável, que ocorre quando o hipotireoidismo fica muito tempo sem diagnóstico ou tratamento. Os sintomas incluem uma intolerância intensa ao frio e fraqueza, seguido por uma letargia profunda e perda da consciência. Trata-se de uma emergência de tratamento médico.

  • Infertilidade. Níveis baixos de hormônio tireoidiano pode interferir na ovulação, com prejuízo da fertilidade.

 

Doutora em Endocrinologia – USP/SP
Residência Médica em Endocrinologia – Hospital Brigadeiro/SP

Post Relacionados

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *