Posts

Hormônios da “fonte da juventude” parte 2 – GH

Você já deve ter lido na Internet ou em revistas dizendo que certos hormônios podem ajudá-lo a manter-se jovem. Mas estes apelos sobre hormônios anti-envelhecimento são verdadeiros? Em um post anterior escrevemos sobre o DHEA. Agora vamos escrever sobre os mitos e verdades sobre o Hormônio do Crescimento (GH). O GH reverte o envelhecimento? Melhora a performance atlética? Aumenta a força e massa muscular? Diminui o peso corporal?

1) O que é o Hormônio do Crescimento Humano (GH)?

O GH humano é uma substância produzida no seu corpo que controla o  crescimento e metabolismo. É produzido pela glândula hipófise, uma pequena glândula na base do seu cérebro.  Uma outra forma, o GH humano sintético, é comercializado na forma idêntica ao GH humano e é utilizado na medicina para crianças e adultos que necessitam utilizá-lo em razão de deficiência deste hormônio.

2) O que faz o GH no organismo?

O GH tem importantes funções. Em crianças, auxilia no crescimento estatural, aumento na massa muscular e comprimento dos ossos, e diminuição da gordura corporal.

Em adultos, estimula o metabolismo, tendo efeitos benéficos na massa muscular, bem como atuando no metabolismo da glicose e dos lipídeos.

3) De que forma o GH é utilizado de maneira ilegal?

O GH é muitas vezes utilizado em desacordo com as resoluções do Conselho Federal de Medicina e com as normas da ANVISA. As pessoas utilizam com a finalidade de tentar reverter os efeitos do envelhecimento ou melhorar a performance atlética. Atletas algumas vezes o utilizam conjuntamente com esteróides anabolizantes para hipertrofia e aumento de força muscular, bem como diminuir a gordura corporal.

4) Quais são os riscos do uso não recomendado do GH?

Você pode ter uma série de efeitos colaterais se  utilizá-lo sem apresentar deficiência. Efeitos colaterais a curto prazo incluem dores musculares e articulares, formigamentos, e inchaço de mãos e pés. Utilizando altas doses  a longo prazo ( mais do que alguns meses), pode causar diabetes, aumento da pressão arterial, ou doença cardíaca.

Existem dosagens e testes laboratoriais para identificar se você apresenta deficiência de GH. A reposição de GH para pacientes com deficiência comprovada traz benefícios, promovendo melhoras na saúde física e  mental.

Fonte: Endocrine Society – Hormone Health Network

 

Doutora em Endocrinologia – USP/SP
Residência Médica em Endocrinologia – Hospital Brigadeiro/SP