Posts

Intolerância à lactose – causas e consequências

O que é intolerância à lactose?

Intolerância à lactose acontece quando você apresenta apresenta sintomas como inchaço no abdome, diarréia e gases após ingerir leite ou derivados. Se o seu intestino não produz muita enzima lactase, você tem dificuldade em digerir a lactose. Lactose que não é digerida vai para o seu intestino grosso. O intestino grosso é um órgão que absorve água das fezes e a solidifica. No seu intestino grosso, bactérias que normalmente habitam essa região digerem a lactose e geram fluidos e gases, provocando sintomas em você.

Os sintomas podem aparecer entre 30 minutos a 02 horas após a ingestão do leite ou derivados. Podem ser leves ou mais severos.

Nem todas as pessoas com enzima lactase diminuída apresentam sintomas.

A maioria das pessoas com intolerância ao leite e produtos lácteos podem ingerir alguma quantidade dessas substâncias e não apresentar sintomas. A quantidade de lactose que provoca sintomas varia de uma pessoa para outra.

O que causa a intolerância à lactose?

  • Em algumas pessoas, o intestino delgado fabrica menos lactase a partir dos dois anos de idade, o que pode levar à intolerância à lactose.Outras pessoas começam a apresentar sintomas mais tarde, na adolescência ou vida adulta.
  • Infecção, doenças ou outros problemas que danificam o intestino delgado podem diminuir os níveis de lactase. Baixos níveis de lactase podem torná-lo intolerante ao leite  e derivados até o seu intestino delgado se recuperar.
  • Bebês prematuros podem ser intolerantes por um curto período de tempo após o nascimento.
  • Em uma forma rara de intolerância, o intestino delgado produz pouca ou nenhuma lactase desde o nascimento.

leite e derivados

As pessoas algumas vezes confundem intolerância à lactose com alergia ao leite.Enquanto a intolerância  é um problema digestivo, a alergia ao leite é uma reação desencadeada pelo sistema imunológico a uma ou mais proteínas do leite. Se você tiver alergia ao leite, ingeri-lo até mesmo em pequenas quantidades pode ser ameaçador à vida. A alergia ao leite mais comumente ocorre no primeiro ano de vida. Já a intolerância  ocorre mais frequentemente na adolescência e em adultos.

Como a intolerância à lactose pode afetar a sua vida?

Além do desconforto provocado pelos sintomas, você pode ter problemas em absorver nutrientes suficientes, tais como cálcio e vitamina D. Leite e derivados são fontes de cálcio. Cálcio é um mineral que o corpo necessita para fortalecer os ossos e os dentes. Se você não recebe cálcio suficiente, ao longo do tempo seus ossos podem ficar mais enfraquecidos e quebrar facilmente.

Como meu médico sabe se eu tenho intolerância à lactose?

• História Clínica – seu médico perguntará sobre a sua história familiar, seus antecedentes, seus hábitos alimentares e a relação com os seus sintomas

• Exame Físico – o médico vai checar a presença de abdome distendido, aumento dos ruídos abdominais na ausculta e dor/aumento da sensibilidade à palpação do abdome

Após a realização da anamnese e exame físico, seu médico pode solicitar para que faça um teste parando de ingerir produtos que contenham leite e derivados, para avaliar melhora dos sintomas. Outros exames podem ser solicitados:

• Teste de Tolerância à Lactose – É ingerido um concentrado rico em lactose. Em indivíduos normais, a lactose é transformada no intestino em glicose, a qual é absorvida pela mucosa do intestino. Os indivíduos intolerantes apresentam uma elevação da glicose inferior a 20 mg/dl após a ingesta do líquido. Este teste não tem utilidade, e portanto não deve ser solicitado, para indivíduos portadores de diabetes mellitus.

• Teste do Hidrogênio Expirado – Checa a quantidade do gás hidrogênio na respiração. Normalmente, a pessoa exala apenas uma pequena quantidade de hidrogênio após ingerir lactose e a molécula é partida. Lactose que não é quebrada pelo organismo provoca altos níveis de hidrogênio na respiração. Para realizar o referido teste, você tem que ingerir previamente uma certa quantidade de lactose.

• Teste da acidez nas fezes – Se o seu corpo não digere a lactose, as fezes ficam mais ácidas. Este teste é mais indicado para ser realizado em crianças.

Qual o meu grau de intolerância à lactose?

A maioria das pessoas com intolerância ao leite e derivados podem ingerir alguma lactose sem apresentar sintomas. Pessoas diferentes podem ter diferentes quantidades de lactase. Por exemplo, uma pessoa pode ter sintomas severos ao ingerir uma pequena quantidade de leite. Outra pessoa pode ingerir uma quantidade grande, sem apresentar sintomas. Algumas pessoas podem ingerir tranquilamente um iogurte e queijos amarelos como cheddar e suíço, enquanto outros produtos lácteos podem lhes causar sintomas.

Pesquisas sugerem que muitas pessoas podem ter a quantidade de lactase suficiente para ingerir uma xícara de leite sem apresentar sintomas, ou apenas com sintomas leves. Quantidades maiores podem ser toleradas se a ingesta ocorrer durante as refeições ou em pequenas quantidades ao longo do dia.

Em geral as pessoas com este distúrbio não precisam evitar leite e derivados completamente. Se você evitá-los por completo, você poderá ingerir menos cálcio de que necessita, favorecendo o aparecimento de osteoporose no futuro.

Você pode conseguir ingerir leite e derivados sem apresentar sintomas se você:

  • ingerir meia xícara de leite ou menos em uma única tomada
  • ingerir pequenas quantidades de leite ou derivados juntamente com as refeições, como por exemplo, acompanhado  de cereal ou ingerir queijo com bolacha crackers.
  • adicionar pequenas quantidades de leite ou derivados aos poucos, em pequenas porções, e avaliar como se sente.
  • ingerir produtos lácteos com maior facilidade de digestão para pessoas intolerantes:
    • iogurte
    • queijos mais endurecidos

O que fazer se eu tenho intolerância à lactose?

Se você tem intolerância à lactose, você pode fazer mudanças na sua dieta. Alguns irão precisar apenas reduzir a ingestão de lactose. Outros deverão evitar a ingestão por completo.

Uma alternativa, é passar a ingerir  produtos lácteos e o próprio leite isento de lactose. Atualmente temos uma infinidade de produtos desta categoria no mercado.

Outra opção é ingerir a enzima lactase, na forma de comprimido ou sachê, imediatamente antes de ingerir produtos que contenham lactose. Já temos algumas opções disponíveis no mercado nacional atualmente.

Fonte: www.niddk.nih.gov/health-information/health-topics/digestive-diseases/lactose-intolerance/pages/facts.aspx

Doutora em Endocrinologia – USP/SP
Residência Médica em Endocrinologia – Hospital Brigadeiro/SP